Alumínio ou carbono? Melhor ou pior?

06/01/2015 22:39
Alumínio ou Carbono?

Os materiais de componentes da bike

Já experimentamos como é difícil chegar numa solução ideal ou unânime entre os apaixonados por bike, afinal, o ajuste de cada bike varia para cada ciclista, certo? Essa variação de ideias e divergências estão em todo o processo da cadeia produtiva da bike pelo mundo todo. Sim, desde os projetistas, desenhistas, engenheiros, administradores, empresários, até os ciclistas, sendo profissionais ou não.

Neste post, colocamos algumas ideias que a divisão de componentes PRO da Shimano está discutindo. Achamos uma verdadeira coincidência o que o pessoal relata, porque estamos juntos. Mas o bom senso prevalece e, no final, sabemos que cada pessoa pode obter um resultado diferente da outra, até mesmo quando se usa o mesmo equipamento, material, etc. Agora vamos lá!

Segundo a Shimano PRO, conceber componentes de bike é complicado. Os ciclistas têm exigências contraditórias para o seu equipamento – forte mas leve, rígido mas confortável, e assim por diante – sendo que o equilíbrio exato entre esses atributos difere para cada disciplina. Felizmente, os grandes engenheiros e a equipe de pesquisa e desenvolvimento anseiam por desafios na Shimano PRO. Este é o tipo de problema que adoram resolver e possuem as capacidades, experiência e recursos para fazê-lo.

Desde os primeiros esboços no estirador e passando pelo feedback de atletas profissionais até chegar aos protótipos e aos testes em condições reais de utilização, na PRO o pessoal sabe como desenvolver componentes avançados. As colaborações exclusivas com ciclistas como Thomas Vanderham, os Athertons e as equipes de estrada Sky, Belkin, Argos-Shimano, Orica-GreeEDGE e FDJ.fr os ajudam a conceber os nossos componentes melhor do que nunca. E o melhor de tudo é que cada ciclista pode colher os frutos desse trabalho.

 

O alumínio

O alumínio é o material mais utilizado na indústria das bikes. Existem mais de 300 ligas de alumínio diferentes disponíveis, todas com características distintas e baixa densidade, o que permite manter as peças fortes, porém leves.

Para os componentes de bikes, o alumínio das séries 6000 e 7000 é o mais utilizado. Estas ligas combinam o alumínio com outros elementos – magnésio e silicone na série 6000, zinco na série 7000 –, para aumentar a resistência sem prejudicar a facilidade de manuseamento. O alumínio pode ser moldado através dos métodos de estampagem, fundição, moldagem ou maquinagem (ou combinações destes processos) e unido por soldadura ou colagem. O tratamento a quente aumenta ainda mais a resistência.

É fundamental escolher o grau correto de alumínio para um componente particular, bem como utilizar os processos adequados para fabricar a peça. Os processos disponíveis ditam certos aspectos da forma, mas pode existir maior liberdade no desenho com ligas de elevada qualidade e com processos de fabricação avançados.

 

O carbono

A fibra de carbono revolucionou o design de bikes e dos respectivos componentes. O peso reduzido, a elevada resistência e grande liberdade de concepção colocaram o carbono na posição de destaque do mercado. Espigões (canotes) de selim, guiadores, avanços, rodas, selins… praticamente todas as peças de uma bike podem ser fabricadas com fibra de carbono. Entretanto, nem todas as peças de fibra de carbono são criadas da mesma forma; são muitas as variáveis que influenciam o desempenho de uma peça de carbono.

Existem muitos tipos de fibra de carbono, que podem ser trabalhados de várias formas – as camadas podem ser unidas entre si com diferentes resinas. Há uma série de tecnologias para comprimir o carbono e a resina num molde de modo a obter o formato desejado. O próprio formato afeta o desempenho. Para cada componente individual é necessário escolher os materiais e tratamento adequados para obter o desempenho desejado.

 

O Spread Tow Carbono

O uso de carbono Spread Tow nos componentes das bikes é o resultado da co-criação Shimano PRO e a sueca Oxeon SA, detentora da patente do material Textreme. Um fio de fibra de carbono é a união de diferentes filamentos de carbono que são tecidos para formarem folhas, sendo que os Spread Tows da Textreme são fitas planas e não feixes, permitindo fabricar folhas de material compósito mais finas e leves.

Textreme tecnologia

A utilização de um reforço de Textreme por oposição ao de fibra de carbono convencional permite reduzir o peso em 20-30% sem sacrificar a resistência ou rigidez. Pode-se criar componentes mais resistentes e rígidos sem aumentar o peso. Folhas mais finas significam uma maior capacidade para aperfeiçoar os componentes.

Neste sentido, a Textreme é a escolha certa na fabricação de peças para bike a partir de materiais compostos ultra leves.

 

Contato

MTB Guaira rua monjoli 790
GUAÍRA - PR
85980-000
+55.4436423614
+55.4499934954
contato@mtbguaira.com.br